Após o projecto piloto, no último trimestre de 2016,a Academia Convivência iniciou o seu projecto “Encontrar a Igualdade Convivendo com a Diferença” nas Escolas e Jardins de Infância privados da cidade de Aveiro. Este projecto tem como objectivos sensibilizar as crianças para a Diferença, a Diferença na sua mais variada assunção da palavra. Aborda-se a Diferença física e mental, a Diferença de raça e religiosa, a Diferença na e da família. Numa primeira fase é realizada uma abordagem mais de sensibilização com recursos a imagens, curtas metragens, livros e outros que que adequam à idade e tema a tratar. Na segunda fase, que designamos de experimentação, as crianças são convidadas a viver o seu dia a dia no papel do outro, daquele que, devido às suas diferenças, possui dificuldades mais acrescidas. Proporciona-se ainda que, estando o sentido da visão ou audição comprometido, as crianças possam activar os seus outros sentidos e assim experimentar sensações que, de forma mais rara, se experienciam com outros sentidos que não esses. Para o encerramento do programa, convidamos as crianças a partilhar as suas experiências, em desenhos de grupo, em testemunhos gravados e em exposições no ambiente escolar.

Desde o primeiro dia que as crianças identificaram as pessoas Diferentes que conhecem e as suas próprias diferenças em relação ao outro. Com o decorrer das semanas foram criando estratégias de brincadeira e interacção com a pessoa Diferente. Estiveram em contacto com a escrita Braille, a Lingua Gestual Portuguesa, o GoalBall e o Boccia. Fizeram percursos em cadeiras de rodas e  degustaram sabores de olhos vendados. Conheceram pessoas cegas que sabem tocar instrumentos musicais e ficaram a saber para que serve um cão Guia e que não se deve tocar lhe sem pedir ao dono. Conheceram também pessoas em cadeiras de rodas e avisaram os pais que não devem estacionar em cima dos passeios. Quando terminou o programa todos sabiam identificar dificuldades que algumas pessoas podem ter e que podem ser ajudadas da melhor forma possível. Perceberam como é viver com essas dificuldades. Os seus testemunhos foram gravados em áudio e servirão para estar sempre presentes nas suas e nossas memórias. 

“Ser diferente é ser cego”, “Percebo agora como posso ajudar as pessoas” “Estar numa cadeira de rodas é difícil” “Olha é a dona Luisa….Como sabes? Sinto o cheiro do perfume dela” “Isto sabe a  algo fresco….frutos silvestres? Sim, é isso, a minha geleia preferida” “Hum, cheira a casa da minha avó no Natal” “A minha família é diferente, vivo só com a minha mãe” “Eu tenho uma família muito grande, vivo numa casa com muitos meninos” “Na minha família imaginária, os meus pais adotaram um irmão que está numa cadeira de rodas” “Posso jogar basquetebol com um menino em cadeira de rodas” “Se a menina é surda posso fazer lhe desenhos para falar com ela”. Estas e mais frases são as que as crianças foram dizendo ao longo das semanas de partilha e aprendizagem conjunta. 

Cooperativa Santa Joana

Turmas do 1º ao 4º ano

2016/2017

Projectos a decorrer na Academia

Os projectos, iniciados ou ainda em desenvolvimento, passam numa primeira fase por um projecto piloto, no qual se testa a ideia que se pretende desenvolver, aplicando-se mais tarde nas várias áreas e públicos alvo com maior abrangências.

Projectos:

 - Encontrar a Igualdade convivendo com a diferença

 - A Marterninha vai ser Mãe

Em parceria com o centro de apoio à criança e à maternidade, Maternura, foi desenvolvido o projecto “a Materninha vai ser mãe”. Este tem como objectivo desmistificar a maternidade em todas as suas vertentes. Pretende-se sensibilizar as crianças, que serão os adultos (pais) de amanhã, para uma parentalidade consciente e informada. Através da história da Materninha, personagem criada pelas equipas da Associação Convivência e da Maternura, procura-se explicar às crianças como nasce um bebé, desde a sua concepção na imaginação dos seus pais, passando pela gravidez, parto e pós parto. As crianças despertam para as emoções vividas numa relação a dois e na preparação para a parentalidade. De uma forma adaptada à idade e com a ajuda de uma boneca a “Materninha”, é-lhes explicado o momento do parto e a sua importância na vida futura do bebé e dos seus pais.  Este projecto está em fase de piloto, sendo que, em breve, começará a ser aplicado em Jardins de infância e 1º ciclo.

Encontrar a igualdade convivendo com a diferença um programa de sensibilização para a Diferença nos seus vários aspectos: deficiência física, mental, famílias diferentes, diferenças raciais, étnicas, etc. Neste programa, as crianças são sensibilizadas através de histórias e visionamento de pequenos filmes que são alusivos à diferença e posterior contacto com pessoas diferentes.

Projecto “Encontrar a Igualdade convivendo com a Diferença”
Projecto “A Materninha vai ser mãe”
 
 

A Academia Convivência, posiciona-se como oficina da criação de bens humanos e materiais, desenvolvendo projectos no âmbito da inclusão, abrangendo as mais variadas áreas: deficiência no geral, diferenças étnicas, raciais, culturais, económicas e religiosas, diferenças de género e de família, questões alimentares, parentalidade consciente, envelhecimento activo e interactivo, etc..

A Academia Convivência tem por objectivo a criação do acervo para o Museu Social, tendo-se elaborado uma estratégia para, em primeiro lugar, envolver a comunidade local e alertar para os diversos aspectos da inclusão, criando alicerces.